IT EN ES DE ع RO PT FR
Anna e Vito
25720 usuários visualizaram este produto
NOVIDADE 2017

Linha de doces inspirada nos fundadores da La Romana. As receitas do passado para levar para casa e decorar juntos.




PANAMA - 1953

ZUCCOTTO - 1968

CRI CRI - 1975

RICOTTA STREGATA - 1980

BISCUIT - 1984

TARTUFO - 1986




Panama - 1953:



Todos tiveram um papel na produção deste doce e produzi-los tornou-se quase o nosso ritual. Eu juntava os ingredientes, um dos meus filhos enchia meia xícara de semifreddo com zabaione e o outro completava com semifreddo aromatizado com anis. A Anna teve a ideia da cereja preta inteira para finalizar, era ela quem dava o toque final em todas as tortas, era sempre dela o toque delicado. Era sempre sua a conclusão.



 



Zuccotto - 1968:



Para nós, domingo é dia de almoço em família. E quando a sobremesa chega, todos ostentam orgulhosamente sua criação. Meu pai sempre preparava este doce com uma receita longa e cansativa que nós, crianças, não podíamos provar devido à calda alcoólica, mas ajudávamos a criar. Nossa tarefa era molhar o pão de ló em licor Alchermes e nos divertimos muito porque nossos dedos ficavam tingidos de vermelho brilhante. Enquanto isso, a mamma nos olhava pacientemente e preparava as fitas para embrulhar os doces que havíamos acabado de fazer.



 



Cri cri - 1975:



O primeiro Cri cri era uma casquinha de Fiordilatte com a forma de pequenos chifres pontiagudos. Eu dava aos meus filhos a tarefa de cobrir e mergulhar as pontas das casquinhas em chocolate derretido em uma panela de cobre, mas, um pouco por distração, um pouco por artimanha, eles deixavam cair na panela para que eu não pudesse vendê-los, esperando devorá-los. "Tenha calma!"- a Anna sempre me dizia - "Afinal, os meninos puxaram por você!"



 



Ricotta stregata - 1980:



Não foi fácil completar este doce. Várias tentativas, muitos erros. Os ingredientes eram simples, coisas que eu já tinha na gelataria e queria dar-lhes uma segunda vida, mas não conseguiam me convencer. Então foi a Anna quem colocou ordem nas minhas ideias confusas. Provamos vários tipos de ricota. Finalmente o doce que imaginei estava lá, pronto para ser compartilhado.



 



Biscuit - 1984:



Eu levava horas para fazer o Biscuit e a Anna sempre me fazia companhia. Era preciso cortar o pão de ló, bater os ovos para o zabaione, misturar a gianduia (chocolate com pasta de avelã) e o creme com um batedor enorme com cabo de madeira. Gostei imediatamente da sua ideia de adicionar amêndoas crocantes, ela era talentosa, transformava meus doces em pequenas obras de arte.



 



Tartufo - 1986:


Este era de longe o doce favorito dos meus filhos. Eu levava-os para comer numa confeitaria escondida, partilhando com eles um momento de intimidade. A Anna sugeriu que eu refizesse com meus ingredientes favoritos, zabaione e chocolate, para sempre levar aquela lembrança especial no coração.



Sede operativa
Via Marecchiese 314, angolo via Montese 2
47923 Rimini (Rn)
Tel. +39 0541/384520 - Fax +39 0541/393658
gelateriaromana@gelateriaromana.com
SEDE LEGAL
Viale Regina Margherita, 86
47924 Rimini (RN)
Credits TITANKA! Spa